DestaqueEsporte

Corinthians mantém indefinição sobre técnico e descarta Cuca e Renato Gaúcho; entenda por quê

Com Jorge Jesus distante, diretoria segue estudando opções para o comando

Mensagens e chamadas no celular, conversas, reuniões, palpites, análises… Com Jorge Jesus mais distante, o Corinthians trabalha para contratar um novo técnico, mas ainda não tem uma definição. Por enquanto, a diretoria sabe apenas o que não quer: Cuca e Renato Gaúcho estão descartados neste momento.

Dois dois, a sentença de Cuca parece mais definitiva. O ge apurou que a diretoria não vai “comprar briga” com a torcida para bancar alguém que ela considera excelente treinador, mas que tem no currículo pessoal uma condenação de ordem sexual.

Em 1987, Cuca (ainda como jogador) e três colegas de Grêmio foram acusados de manter relação sexual com uma garota de 13 anos em Berna, na Suíça. Dois anos depois, ele foi condenado a 15 meses de prisão por atentado ao pudor com uso de violência. Cuca se diz inocente.

Embora goste do nome, a diretoria não pretende iniciar negociação com alguém que causaria rejeição na Fiel, considerada engajada em causas sociais. A pressão da torcida, por exemplo, resultou no afastamento imediato de Danilo Avelar após episódio de injúria racial.

Também pesa contra o técnico a saída repentina de clubes recentes, como foi no Atlético-MG, no Palmeiras e no Santos, alegando problemas pessoais. No Peixe, em 2018, ele teve atritos com a diretoria, voltou em 2019 e levou o time à final da Libertadores em 2020.

E o Renato?

 

Renato Gaúcho, que também está livre no mercado, “hoje” não interessa ao Corinthians, como disse um dirigente do clube ao ge. A rejeição tem relação com a negativa do treinador a uma oferta feita pelo Timão em 2021.

Antes de Sylvinho, Renato era o plano A do Corinthians. A torcida se engajou nas redes sociais, e a diretoria se mobilizou nos bastidores para apresentar um projeto interessante ao técnico, que havia acabado de sair do Grêmio.

Renato escutou a proposta, agradeceu, mas recusou, frustrando o clube por dentro e por fora, e alegando que precisava descansar após uma jornada intensa em Porto Alegre. Porém, poucos dias depois, acertou sua ida ao Flamengo. Ficou a mágoa.

Para piorar a situação, o trabalho no Rubro-Negro não foi considerado bom. O Corinthians obteve informações da avaliação interna do Flamengo sobre o profissional, que teve problemas no dia a dia com os jogadores, caiu na semifinal da Copa do Brasil para o Athletico, perdeu a final da Libertadores para o Palmeiras e terminou sua passagem pelo clube sem títulos.

Fonte: GE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo