AlagoasDestaque

Programa ame-se contempla 20ª alagoana com cirurgia de reconstrução mamária

A dona de casa Lucivânia Bento da Silva, de 47 anos, descobriu, ao realizar o autoexame, que tinha câncer de mama. Com 45 anos de idade na época, ela fez a mastectomia do seio esquerdo e precisou esperar dois anos até fazer a reconstrução da mama. Contemplada pelo Programa Ame-se, criado pela Secretaria do Estado da Saúde (Sesau), ela é a 20° mulher alagoana a ser beneficiada com a reconstrução mamária. A cirurgia foi realizada, nesta segunda-feira (28), no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), localizado no bairro Cidade Universitária, em Maceió.

“Estava tomando banho e, ao me ensaboar, percebi um caroço. Mostrei a minha irmã e ela viu que estava num tamanho de um limão. Fui ao médico e o médico passou os exames, a mamografia, ultrassom e a biópsia, onde acusou um tumor maligno. Em 2019, fiz a cirurgia e, na sequência, fiz quimioterapia, radioterapia e, em 2020, fui indicada para fazer a reconstrução da mama”, relembrou.

Emocionada, ela conta que já tem planos para quando sair do hospital. “Eu aposto que a primeira coisa que irei fazer quando me recuperar é me olhar no espelho! Não tenho prazer em me olhar, vou me sentir muito melhor, pois não é fácil”, pontuou. Ainda segundo a paciente, a reconstrução mamária é um sonho para que possa se sentir mulher outra vez. “Estou muito feliz porque nos sentimos outra pessoa quando perdemos um membro externo. É muito complicado, eu me sentia muito inferior, mas, graças a Deus, chegou a minha oportunidade”, comemorou.

Lucivânia Bento agradeceu ao Programa Ame-se e incentivou as mulheres que necessitam realizar a reconstrução mamária a solicitarem para participar do programa. “O programa Ame-se é muito importante, graças a ele, e primeiramente a Deus, consegui realizar meu sonho de fazer a reconstrução mamária. Para mim, o projeto desempenha a luta contra o câncer e corre em busca da conquista de todas as mulheres em reconstruir a mama. Então, que todas as mulheres corram atrás dos sonhos e que acreditem em Deus, assim como eu”, ressaltou.

O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, destacou que o Programa Ame-se é uma das políticas públicas que irão ficar para a história. “Queria parabenizar, em nome da doutora Francisca, toda a equipe do Programa Ame-se. Esta é a grande virada da nossa gestão e da saúde pública, possibilitando que os alagoanos sejam cuidados. As alagoanas operadas são verdadeiras guerreiras e merecem o melhor”, disse o gestor.

Ame-se – O programa atende mulheres que estão na fila de espera para terem o seio reconstruído e já concluíram o tratamento do câncer. Para ser incluída no programa, basta a paciente procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e pedir para ser encaminhada, por meio do Sistema de Regulação (SISREG) do Estado.

As pacientes atendidas pelo Programa Ame-se passam por consulta com um mastologista, têm o acompanhamento de um nutricionista e também de um psicólogo. Após isso, elas passam pela avaliação dos cirurgiões plásticos, que avaliam o tipo de cirurgia mais adequada para cada paciente.

A cirurgia de reconstrução mamária tem o objetivo de remodelar ou reconstruir as mamas, após a mastectomia, que remove toda a mama, incluindo mamilo e aréola. O procedimento também é realizado após a lumpectomia, que remove apenas o pedaço onde está localizado o tumor.

Por Ruana Padilha

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo