AlagoasDestaque

Instituto de Criminalística realiza 2º mutirão de exames de balística em 2022

Os mutirões têm por objetivo otimizar o serviço público ofertado pela Polícia Científica do Estado

O Instituto de Criminalística da Polícia Científica de Alagoas realizou ontem (20/04), o segundo mutirão do ano no Núcleo de Balística. Durante 8 horas foram realizados 84 exames de identificação, eficiência e funcionamento de arma de fogo.

O mutirão, que examinou apenas armas de modelo tipo revólver, foi coordenado pelo perito criminal Paulo Rogerio. Participaram da ação, os peritos Adriana Sarmento, Ana Marcia Nunes, Ivan Excalibur, Jana Kelly, José Veras e Neuma de Oliveira.

De acordo com o chefe do IC. Wellington Melo, que também participou da atividade extra, o mutirão faz parte do planejamento anual de atividade do órgão.  Cada uma das ações tem como objetivo principal atingir metas previstas nesse plano.

“Os mutirões de Balística têm por objetivo otimizar o serviço público ofertado pela Polícia Científica. Está no planejamento estratégico do IC realizar 6 mutirões em 2022, com o propósito de reduzir cerca de 10% do passivo de exames de Balística. A Chefia do IC enaltece e parabeniza o trabalho desempenhado pelos peritos criminais voluntários que participaram dessa ação”. Afirmou Wellington Melo.

Ao final do mutirão, os peritos que participaram terão o prazo de 10 dias úteis para concluir os laudos de balística. Quando prontos, esses laudos serão encaminhados, juntamente com as respectivas armas, para as delegacias que requisitaram os exames incluírem o material nos inquéritos policiais.

Por ASCOM-PC

 

Para o perito-geral, Manoel Melo, os participantes mostram cada vez mais o compromisso com o sistema de persecução penal, e vê cada dia mais acertada a decisão do Estado de Alagoas em alterar a nomenclatura do órgão para Polícia Científica.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo