AlagoasDestaque

“Tentava sobreviver para não fazer meus pais sofrerem”, diz menina que caiu em bueiro

A família da pequena Wellen Cristina Tavares dos Santos, de 11 anos, viveu um drama nessa segunda-feira, 02. Da queda no bueiro e o desaparecimento de horas até o resgate da estudante que aconteceu cerca de 1 km distante do local onde foi sugada pelo buraco. A jovem, ainda com alguns ferimentos, conversou com exclusividade com a reportagem do programa Balanço Geral Alagoas, da TV Pajuçara/Record TV, na manhã desta terça, 03, e deu detalhes dos momentos de apreensão.

“O buraco era muito pequeno e apertado. Na hora que desci, fiquei com a perna presa e está machucada. Por conta disso, fiquei presa lá, passei por um buraco muito pequeno e fiquei sufocada. Fiquei quatro horas e meia no local onde me retiraram. Graças a Deus eu saí”, disse Wellen.

“Estava muito cheio [de água] e era muito forte. Cada vez mais, enchia. A força da água me levou para o lugar onde me tiraram. Lutei tanto para voltar, por isso estou machucada. Me agarrei nas paredes para voltar, mas não consegui […] A água chegou no meu queixo, mas segurei num cano e me puxei para cima cada vez que a água subia”, continuou ao destacar também que chovia muito no instante da queda.

A criança, que ia para a escola com mais três colegas, quando escorregou e foi arrastada para a tubulação, afirmou que pensou nos pais enquanto estava perdida dentro do duto. “Eu estava pensando em tentar sobreviver para não fazer meus pais sofrerem. Pareceu uma eternidade. Pareceu que eu estava há quase 30 horas. A primeira coisa que pensei foi agradecer e procurar minha mãe. Mas depois de 30 minutos, ela chegou”.

“A luz batia e refletia embaixo. Aí quando passava carro, eu gritava. Eu fui gritando cada vez mais alto, para alguém escutar. Aí finalmente, alguém conseguiu me tirar lá de dentro”, continuou a estudante.

Fonte: Tudo Na Hora

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo