DestaquePolicial

Cabo é excluído da Polícia Militar de Pernambuco por agredir e raspar cabelo e sobrancelhas da mulher

Decisão, assinada pelo secretário Humberto Freire, foi publicada no boletim-geral da Secretaria de Defesa Social (SDS), nesta quarta (20). Crime aconteceu em 13 de maio de 2019.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) determinou, nesta quarta (20), a exclusão do cabo da Polícia Militar de Pernambuco Jacson Bosco dos Santos Filho, considerado culpado por agredir fisicamente a companheira e raspar o cabelo e as sobrancelhas dela.

A decisão, assinada pelo secretário Humberto Freire, foi publicada no Boletim-geral da SDS. A portaria aponta que é foi excluído “a bem da disciplina”.

O crime aconteceu em 13 de maio de 2019. De acordo com a publicação da SDS, o policial militar foi condenado por lesão corporal e injúria abrangidos pela Lei Maria da Penha.

Para a SDS, Jacson é “incapaz de permanecer na corporação” e sua conduta violou o estatuto dos policiais militares e o regulamento de ética profissional dos militares.

Violência contra mulheres

 

Cento e dez mulheres sofreram violência em Pernambuco, em média, por dia, entre janeiro e maio de 2022.

São cinco casos registrados a cada hora no estado, segundo dados baseados em um levantamento da Secretaria de Defesa Social (SDS) e estão no dossiê “Violência contra as mulheres em Pernambuco”, lançado na sexta (15) por movimentos de mulheres.

A SDS informou que Pernambuco teve cinco feminicídios em junho deste ano. Em junho do ano passado, foram oito.

De acordo com a SDS, foram 39 casos de feminicídio no primeiro semestre deste ano, contra 54 no primeiro semestre de 2021.

A secretaria disse ainda que o estado oferece o serviço da Ouvidoria Estadual da Mulher, por meio do telefone 0800-281-8187. Em situação de violência, a orientação é ligar para o 190.

Fonte: G1/PE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo